Moagem de cana cai 7,61%, mas produção de etanol sobe 19% na 1ª quinzena

29 de novembro de 2019
fuel-1
As usinas e destilarias do Centro-Sul do Brasil processaram 19,828 milhões toneladas de cana-de-açúcar na primeira quinzena de novembro da safra 2019/2020.

O volume é 7,61% menor que o total de 21,462 milhões de toneladas moído em igual período da safra passada, informou a União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica). Com o resultado, nos sete meses e meio do período atual, iniciado em 1º de abril, o processamento atingiu 562,744 milhões de toneladas, alta de 5,70% sobre igual intervalo da safra passada, quando foram processadas 532,412 milhões de toneladas de cana.

Até 16 de novembro deste ano, 120 unidades do Centro-Sul haviam encerrado a safra, ante 86 usinas até a mesma data de 2018.

Essas 120 empresas registraram retração média de 1,1% na moagem e representaram cerca de 40% do total processado região, de acordo com a Unica. Outras 74 unidades produtoras estão com programação de encerramento de safra para esta segunda quinzena do mês. Em dezembro, apenas 71 empresas devem estar em operação no Centro-Sul.

Com 71,73% da oferta total de cana destinada ao etanol na quinzena (65,16% na safra) e apenas 28,27% ao açúcar, a fabricação do biocombustível somou 1,299 bilhão de litros na primeira quinzena de novembro, alta de 19,03% ante igual período da safra passada de 1,092 bilhão de litros.

Na primeira metade do mês foram produzidos 873 milhões de litros de hidratado, alta de 18,94% ante 2018, e 427 milhões de litros de anidro, alta de 19,24% na mesma base de comparação.

O mix de produção mais alcooleiro observado nesta quinzena é surpreendente se considerarmos que nas últimas quinzenas houve uma maior demanda por açúcar, tanto no mercado interno quanto em relação às saídas para exportação”, comentou o diretor técnico da Unica, Antonio de Padua Rodrigues.

No acumulado da safra 2019/2020, 30,867 bilhões de litros de etanol foram produzidos, aumento de 8,40% sobre igual período do ano passado. Do volume total de etanol fabricado até 16 de novembro, 21,484 bilhões de litros foram de hidratado, alta de 8,98%, e 9,383 bilhões de litros de anidro, avanço de 7,09% ante o mesmo período da safra passada.

A produção de etanol de milho foi de 68,683 milhões de litros na primeira quinzena de novembro e acumula 809,769 milhões de litros no ciclo 2019/2020, alta de 101,5% sobre igual período de 2018/2019, informou a Unica.

A produção de açúcar foi de 786 mil toneladas quinzena inicial de novembro, baixa de 11,31% sobre igual período de 2018, e atinge 26,009 milhões de toneladas na safra, alta de 2,79% ante 2018/2019.

O teor de sacarose na cana, medido na quantidade de Açúcar Total Recuperável por tonelada processada (ATR/t), foi de 147,14 quilos (kg) na primeira quinzena de novembro, 15,70% superior ao de igual período da safra passada. No acumulado da safra, o teor de sacarose está em 139,22 kg de ATR/t, leve baixa de 0,16% sobre 2018/2019.

 

Fonte: Isto É (26/11/2019).

Ilustração: Carro foto criado por freepik – br.freepik.com


Sobre

A Abisolo, Associação Brasileira das Indústrias de Tecnologia em Nutrição Vegetal, foi fundada em março de 2003 com o objetivo de representar e defender os interesses das empresas produtoras de importantes insumos que colaboram para o aumento da sustentabilidade e produtividade agrícola brasileira.


Av. Paulista, 726 – Ed. Palácio 5ª Avenida Cj 1307 – Bela Vista

(11) 3251.4559


Categorias






2019 Abisolo- Todos os direitos reservados – Política de Privacidade