Grupo Santa Terezinha inaugura moderno Centro de Produção de Mudas de Cana-de-açúcar

24 de outubro de 2019
Sucroenergetico-615x406
O Grupo Santa Terezinha, com usinas localizadas no estado do Paraná, inaugurou no final do mês de setembro um moderno Centro de Produção de Mudas de Cana-de-açúcar, com capacidade para a produção de até 11 milhões de mudas de cana ao ano.

O presidente executivo da UDOP, Antonio Cesar Salibe visitou o Centro ontem (16), onde conheceu in loco todo o processo de produção de mudas. Salibe foi recebido pelo Coordenador do Centro de Produção de Mudas, Marcelo Delfino dos Santos; pelo Diretor Agroindustrial, Mário Sérgio Matias da Silva e pelo Diretor de Operações da Santa Terezinha, Julimar Clemente de Souza.

Localizado em São Tomé, no Paraná, a 88 km de Maringá, o Centro de Produção de Mudas do grupo está instalado em uma posição estratégica para atender a todas as unidades do grupo, considerado pela diretoria da Santa Terezinha como um “importante passo no avanço tecnológico para a produção de cana de 3 dígitos de produtividade, permitindo, assim, uma expansão acelerada de novas variedades comerciais adaptáveis a diversos ambientes de produção, com a garantia das melhores características genéticas, padrões fitossanitários e rastreabilidade”.

Ainda segundo o grupo, o Centro, com o objetivo atingir a excelência operacional, conta com tecnologias e equipamentos de última geração em todas as fases do processo.

As mudas são originárias de viveiros criteriosamente selecionados e o processo inicial de extração é feito por 7 máquinas com capacidade de 140 mil gemas por dia, operadas por funcionários treinados e capacitados, as gemas extraídas são armazenadas em caixas para o posterior tratamento nutricional e hormonal, e o subproduto da extração, a cana, é destinado ao processo industrial para produção de açúcar, etanol e energia”.

Essa é mais uma iniciativa da Usina Santa Terezinha, focada constantemente na inovação tecnológica de seus processos agroindustriais, aumentando a eficiência e ganhos econômicos na renovação e expansão de áreas de cana-de-açúcar”, destaca a diretoria do grupo.

Para Salibe a iniciativa do Grupo Santa Terezinha é de suma importância, principalmente quando se busca o aumento de produtividade dos canaviais.

No passado recente vimos inúmeras unidades replicando cana comercial, sem tratos necessários para a sanidade dessas variedades, o que acabou contribuindo para a queda drástica da produtividade de inúmeras usinas”, destacou o presidente executivo da UDOP.

A iniciativa do Grupo Santa Terezinha vem ao encontro dos esforços da UDOP nos últimos anos de aliar boas práticas agronômicas e novas tecnologias para uma maior competitividade com melhores rendimentos e redução de custos em toda a cadeia bioenergética. Por isso temos firmado inúmeras parcerias com Universidades e Centros de Pesquisa de todo o país”, finalizou Salibe.

Veja o vídeo produzido pela Santa Terezinha sobre o novo Centro de Produção de Mudas de Cana-de-açúcar.

 

 

Fonte: Portal do Agronegócio (22/10/2019).


Sobre

A Abisolo, Associação Brasileira das Indústrias de Tecnologia em Nutrição Vegetal, foi fundada em março de 2003 com o objetivo de representar e defender os interesses das empresas produtoras de importantes insumos que colaboram para o aumento da sustentabilidade e produtividade agrícola brasileira.


Av. Paulista, 726 – Ed. Palácio 5ª Avenida Cj 1307 – Bela Vista

(11) 3251.4559


Categorias






2019 Abisolo- Todos os direitos reservados – Política de Privacidade