Brasil seguirá líder na produção e exportação de soja na próxima década

6 de setembro de 2019
notica5-615x406
A América do Sul terá um papel fundamental na produção mundial de alimentos na próxima década, e o Brasil será o grande protagonista, afirmou o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA).

Durante sua palestra no 7º Fórum de Agricultura da Amércia do Sul, a representante de serviço de pesquisa econômica do USDA, Constanza Valdez, afirmou que o Brasil será o maior produtor e exportador de soja nos próximos dez anos, com uma participação que pode chegar a 76% do mercado mundial de soja. Constanza afirmou ainda que o país deve manter também a liderança na exportação de aves.

Segundo a representante do USDA, a produção de commodities agrícolas deve seguir em alta no mundo na próxima década, com aumento no consumo de frutas, laticínios, carnes e óleos vegetais, refletindo um maior desenvolvimento econômico de países da América Latina e Cina. Somente o Brasil deve produzir 145 milhões de toneladas de soja nos próximos dez anos.

No painel que discutiu a oferta e a demanda futura, o consultor Étore Baroni, da INTL FCStone, afirmou que a área colhida de soja no mundo cresceu nos últimos anos, sendo que a maior parte veio do Brasil (mais de 60% desde 2010). Enquanto isso, os EUA aumentaram em 10% a sua área plantada. Quem fechou o painel foi Paulina Lescano, especialista em mercados agrícolas da Argentina, que falou sobre os desafios daquele país envolvendo o agronegócio e o comércio exterior.

Temos recursos naturais, inteligências, sabemos as melhores práticas agrícolas, mas a cada 3 ou 4 anos as nossas possibilidades de crescimento são travadas”, disse.

No entanto, ela apontou a recuperação do país nos últimos anos, que colheu na última safra 140 milhões de toneladas de grãos – 50 milhões de toneladas a mais em comparação a 2004/2005. Seca histórica do ano passado impossibilitou à Argentina ganhar mercados, como o chinês.

No país os produtos agro representam 61% dos ganhos com exportações da Argentina, que exporta 70% dos grãos que produz.

 

Fonte: Vip Ceo (06/09/2019).


Sobre

A Abisolo, Associação Brasileira das Indústrias de Tecnologia em Nutrição Vegetal, foi fundada em março de 2003 com o objetivo de representar e defender os interesses das empresas produtoras de importantes insumos que colaboram para o aumento da sustentabilidade e produtividade agrícola brasileira.


Av. Paulista, 726 – Ed. Palácio 5ª Avenida Cj 1307 – Bela Vista

(11) 3251.4559


Categorias






2019 Abisolo- Todos os direitos reservados – Política de Privacidade