Salto na produção de etanol em MS deve chegar a 8,6 milhões de litros

26 de agosto de 2019
Sucroenergetico-615x406
Segundo a Conab, fabricação do biocombustível no Estado deve responder por 10,38% do total produzido no Brasil.

Os dados do segundo levantamento da Safra de Cana 2019/20 da Conab (Companhia Nacional de Abastecimento) mostram que Mato Grosso do Sul deve produzir 3,285 bilhões de etanol no período. O número é 8,665 milhões de litros superior ao total da safra passada – 3,276 bilhões – crescimento de 0,3%.

O estudo expõe que a produção total de etanol no Estado, entre anidro, hidratado e de milho, deve responder por 10,38% da estimativa nacional, de 31,6 bilhões de litros. Mato Grosso do Sul é o segundo maior produtor de etanol do Brasil, atrás apenas de Goiás, com previsão de fornecer 5,106 bilhões de litros.

Conforme levantamento da Conab, a maior parte do etanol produzido no Estado será do tipo hidratado, como o que é vendido nos postos de gasolina. Serão 2,759 bilhões de litros, salto de 11,4% em relação ao produto da safra 2018/19, de 2,447 bilhões.

Já o etanol anidro deve responder por 526,5 milhões de litros da produção sul-mato-grossense para 2019/20. O volume apresenta recuo de 34,2% no comparativo com a safra anterior, que acumulou 799,7 milhões.

A Conab detalha que 86% da cana-de-açúcar cultivada no Estado, equivalentes a 42,9 milhões de toneladas, serão destinados à fabricação do biocombustível. O restante, 865,1 mil toneladas, deve ser utilizado para produção de açúcar.

Já a área destinada ao plantio de cana-de-açúcar em Mato Grosso do Sul deve crescer 3,3% nesta safra, com total de 668,7 mil hectares.

O boletim discorre também que forte geada na primeira semana de julho prejudicou as lavouras e provocou redução na expectativa anterior de produtividade. A estimativa agora aponta para rendimento de 74.697 kg/ha, número 2,3% menor que na safra passada.

Conforme a Conab, a fase de desenvolvimento da cana-de-açúcar em Mato Grosso do Sul abrange o período de maio de 2018 a março de 2019. Já o período de colheita vai de abril de 2019 a janeiro de 2020.

Setor – A Biosul (Associação dos Produtores de Bioenergia de Mato Grosso do Sul) revela que a indústria sucroenergética do Estado é formada por 19 unidades. Todas elas produzem etanol hidratado, onze processam etanol anidro e dez fabricam açúcar.

 

Fonte: CEISE BR (26/08/2019).


Sobre

A Abisolo, Associação Brasileira das Indústrias de Tecnologia em Nutrição Vegetal, foi fundada em março de 2003 com o objetivo de representar e defender os interesses das empresas produtoras de importantes insumos que colaboram para o aumento da sustentabilidade e produtividade agrícola brasileira.


Av. Paulista, 726 – Ed. Palácio 5ª Avenida Cj 1307 – Bela Vista

(11) 3251.4559


Categorias






2019 Abisolo- Todos os direitos reservados – Política de Privacidade