Setor de distribuição de insumos agropecuários fatura R$ 46,8 bilhões em 2018

15 de agosto de 2019
estande-abisolo-andav-615x406
A Abisolo prestigiou a nonagésima edição do Congresso ANDAV, que aconteceu nos dias 12, 13 e 14 de agosto em São Paulo/SP. O evento tratou sobre o macrotema: “O Distribuidor 4.0”, abordando as barreiras encontradas pelo distribuidor de insumos agropecuários e destacando soluções inteligentes para o setor.

O setor de distribuição de insumos agropecuários registrou, em 2018, um faturamento de R$ 46,8 bilhões. Esse valor representa um crescimento de 6,3% ante o resultado de 2017, quando o segmento alcançou R$ 44 bilhões. Os dados são da Pesquisa Nacional da Distribuição, uma realização da Associação Nacional dos Distribuidores de Insumos Agrícolas e Veterinários (ANDAV) divulgada nesta terça-feira, dia 13 de agosto, durante o Congresso ANDAV – Fórum e Exposição, que aconteceu no Transamérica Expo Center, em São Paulo.

A área de distribuição respondeu, no ano passado, por 42,5% do faturamento de R$ 110 bilhões em vendas de insumos, resultado que mostra um crescimento em relação ao apresentado em abril no VIII Fórum Abisolo, que foi de R$ 104 bilhões em 2017. Desse percentual, os associados da ANDAV foram responsáveis por 38,6% contra 3,90% de empresas que não são associadas à entidade.

Segundo a Pesquisa Nacional da Distribuição, que abrangeu 21 estados brasileiros e 1.436 empresas, a área que mais contribui para o faturamento obtido em 2018 foi a de insumos para grãos e cereais, com 54%. As hortícolas representaram 4%, com a pecuária e o café, com 3% cada um.

O estudo da ANDAV traz ainda uma visão geral do mercado de distribuição no Brasil, no qual 48% das 7,5 milhões de propriedades rurais são atendidas pelo mercado de distribuição.

Isso reforça o poder da capilaridade da distribuição no Brasil, atendendo todos os tipos de propriedades distribuídas nas mais diversas regiões do país”, afirmou Fernando Abraão, diretor do Conselho Diretor da ANDAV.

De acordo com a pesquisa, as maiores dificuldades dos distribuidores estão relacionadas à concorrência (50%), crédito (37%), margem e preço (27%) e gestão (23%). Entre os agentes causadores dos desafios relacionados à concorrência e da margem e preço estão a política de acesso, falta de disciplina comercial e gestão de boas práticas.

Para este ano, a maior parte dos distribuidores espera um mercado com médio crescimento (34%), baixo aumento (32%) e estável (27%). Porém, há boas perspectivas para a abertura de novas filiais: nada menos que 41,2% das distribuidoras pesquisadas manifestaram planos de abrir novas filiais. Atualmente, 58% dos distribuidores possuem filiais, para complementar, no VIII Fórum Abisolo foi mostrado que destas empresas 98% comercializam defensivos, 95% fertilizantes, 93% sementes, 22% domissanitários e 17% insumos para pecuária. Na geração de empregos, para 2020, são esperadas 4.375 novas vagas.

Em relação a expectativa de crescimento, conforme discutido no VIII Fórum Abisolo, nos últimos cinco anos, vem se consolidando um cenário marcado pela entrada no segmento de grandes corporações e fundos de investimento nacionais e internacionais, originando os chamados “gigantes da distribuição”. Outro dado interessante é que 78% dos distribuidores afirmam que estão interessados em receber propostas de investimento de empresas e de fundos de investimento. Toda essa movimentação é reflexo da realidade de uma agricultura que, cada vez mais, demanda capital de giro porque é necessário mais investimento para auferir produtividade e competitividade.

No que tange o perfil dos profissionais que atuam nesse segmento, 86% possuem níveis de graduação e/ou pós-graduação, o que indica que é um segmento altamente especializado. As mulheres representam 27% do total de profissionais atuantes na área, sendo que a maior participação está no Nordeste, com 32%, destacando que a presença feminina aumento não apenas na área administrativa, mas também no campo.

Por fim, a Pesquisa da ANDAV releva que os distribuidores disseminam conhecimento por meio de palestras (76%), dias de campo (91%) e seminários (76%), alcançando no último ano 450 mil profissionais do setor.

 

Fonte: O Bom da Notícia (14/08/2019).


Sobre

A Abisolo, Associação Brasileira das Indústrias de Tecnologia em Nutrição Vegetal, foi fundada em março de 2003 com o objetivo de representar e defender os interesses das empresas produtoras de importantes insumos que colaboram para o aumento da sustentabilidade e produtividade agrícola brasileira.


Av. Paulista, 726 – Ed. Palácio 5ª Avenida Cj 1307 – Bela Vista

(11) 3251.4559


Categorias






2019 Abisolo- Todos os direitos reservados – Política de Privacidade