Hidroponia busca devolver reputação do tomate italiano

14 de agosto de 2019
portal-do-agronegocio-615x406
A técnica de plantio é considerada limpa pelos ambientalistas.

A maior fazenda hidropônica do sul da Europa, localizada no meio das colinas da Toscana, visa restaurar o brilho do tomate italiano, cuja imagem foi afetada pela infiltração da máfia, poluição e mão-de-obra barata. Fundada em 2015 por Luigi Galimberti, a Sfera Agrícola cultiva plantas sem pesticidas em estufas, permite que as abelhas façam a maior parte do seu trabalho e é uma resposta às repetidas chamadas da ONU, sobre a necessidade de encontrar maneiras de alimentar a população que aumenta incessantemente, em um planeta sem recursos.

A fazenda produz 1 kg de tomate ou alface com apenas 2 litros de água, em comparação com os 75 litros usados nas culturas tradicionais, explica Galimberti. Além disso, 90% dessa quantidade de água é proveniente da chuva. Este método utiliza soluções minerais em vez de solo agrícola e permite que as raízes recebam uma solução nutritiva e equilibrada dissolvida em água com alguns dos elementos químicos essenciais para o seu desenvolvimento.

O controle biológico é garantido por organismos naturais que combatem insetos e doenças.

Utilizamos abelhas para fertilizar as flores e lançamos uma série de insetos predadores para combater os que mais tememos”, acrescenta Galimberti, que reconhece que o método favorece a formação de novas colmeias e reforça o ecossistema local.

Instalados em plataformas movidas a energia solar, os trabalhadores agrícolas vão e vêm entre as plantas, levantam suavemente os ramos superiores para os amarrar e, assim, ajudam os tomates a amadurecer. Um pouco mais, uma espécie de alface pequena cresce em folhas de poliestireno, que flutuam em grandes tanques, que brilham ao sol do meio-dia. O proprietário da fazenda espera no futuro expandir sua área de produção com repolho, espinafre, abobrinha, pimentão ou berinjela.

 

Fonte: Portal do Agronegócio (14/08/2019).


Sobre

A Abisolo, Associação Brasileira das Indústrias de Tecnologia em Nutrição Vegetal, foi fundada em março de 2003 com o objetivo de representar e defender os interesses das empresas produtoras de importantes insumos que colaboram para o aumento da sustentabilidade e produtividade agrícola brasileira.


Av. Paulista, 726 – Ed. Palácio 5ª Avenida Cj 1307 – Bela Vista

(11) 3251.4559


Categorias






2019 Abisolo- Todos os direitos reservados – Política de Privacidade