Empresa Australiana extrai magnésio de águas residuais

6 de junho de 2019
Dampier-salt
A empresa australiana EcoMag está trabalhando em um projeto para reciclar magnésio a partir de águas residuais. Dela será extraído o carbonato de magnésio hidratado ou HMC. A nova técnica deverá aumentar a oferta da matéria-prima e além de elevar a sua qualidade, dado o alto grau de pureza do composto obtido neste método de extração.

Atualmente, o foco está nos córregos gerados pelo Dampier Salt, um produtor de sal marinho de propriedade da Rio Tinto na região de Pilbara. O magnésio é o terceiro elemento mais abundante dissolvido na água do mar.

Em entrevista ao Mining.com, o diretor-executivo de comunicações da EcoMag, Walter Munro, explicou que o HMC é um produto de Magnésio de alto grau de pureza e alto valor, que atualmente custa cerca de US $ 1.250/t.

De acordo com Munro, a vantagem de recuperá-lo da água salgada em vez da mineração é a possibilidade de obter níveis de pureza de 99%, ao contrário de 85-95% tipicamente do minério.

Além disso, nosso produto base é o ponto de partida ideal para a produção de óxidos e esteres com características físicas e químicas específicas que são caras – muitas vezes proibitivamente – para se obter quando se começa de um minério extraído”, disse ele.

 

Sobre o Magnésio

O magnésio é um macronutriente secundário utilizado pelas plantas. Nesse sentido, mostra-se essencial para o processo de fotossíntese e formação da clorofila. Além disso, o transporte e a utilização do fósforo estão ligados ao suprimento adequado de Mg.

O mesmo também é muito utilizado como fertilizante em culturas de grãos, cana-de-açúcar e citros, destacando-se como principais consumidores Índia, China e Brasil.

 

Uma usina de US $ 130 milhões

Para avançar com o plano de se tornar um importante fornecedor de compostos de magnésio, a EcoMag está propondo o desenvolvimento de uma instalação de processamento de US $ 130 milhões em Karratha, Austrália Ocidental. A planta deverá produzir inicialmente 80.000 toneladas de HMC por ano. Munro e a equipe da EcoMag estão fornecendo amostras para distribuidores que procuram compostos de magnésio com impurezas mínimas e tamanhos específicos de partículas.

Munro disse ainda, que prevê uma expansão da produção pouco depois de a instalação se tornar operacional, pois estudos de modelagem concluídos recentemente revelaram que o volume de águas disponíveis para processamento na área é muito maior do que o inicialmente considerado e poderia potencialmente suportar níveis de produção oito vezes maiores.

 

Fonte: Mining (03/06/2019).


Sobre

A Abisolo, Associação Brasileira das Indústrias de Tecnologia em Nutrição Vegetal, foi fundada em março de 2003 com o objetivo de representar e defender os interesses das empresas produtoras de importantes insumos que colaboram para o aumento da sustentabilidade e produtividade agrícola brasileira.


Av. Paulista, 726 – Ed. Palácio 5ª Avenida Cj 1307 – Bela Vista

(11) 3251.4559


Categorias






2019 Abisolo- Todos os direitos reservados – Política de Privacidade