Orion Minerals confirma recuperações de cobre e zinco no projeto Prieska

25 de outubro de 2018
orion-708
A mineradora australiana Orion Minerals disse no dia 22/10 que completou com sucesso o trabalho de teste metalúrgico de ciclo travado nos domínios mineralizados mais profundos em seu projeto Prieska e confirmou excelentes recuperações de cobre e zinco metálico.

Na semana passada, a Orion Minerals concluiu o programa de perfuração de enchimento e extensão em seu Projeto de Cobre-Zinco Prieska, localizado no Cinturão de Areachap, na província do Cabo Setentrional da África do Sul.
O Projeto de Cobre-Zinco da Prieska tem acesso a infra-estrutura local e regional significativa, com infraestrutura da mina incluindo alimentação da rede elétrica regional, estradas de acesso de betume, acesso a um abastecimento de água a granel e tratado e pista de pouso de 1.900 metros.

Excelentes recuperações de cobre e zinco em concentrados separados e de alta qualidade foram alcançadas usando o processo de flotação de espuma que foi usado em operações históricas.

Errol Smart, diretor-geral da Orion, disse que os resultados do programa de trabalho de ciclo confirmado confirmam que ele pode incluir e usar o histórico desempenho metalúrgico da mina no Estudo de Viabilidade Financeira, permitindo que a mineradora conclua o projeto da planta de processo.

Este é um resultado importante, que mostra que podemos esperar pelo menos igualar e potencialmente exceder o desempenho histórico da planta e concentrar as qualidades”, disse Smart.

As descobertas adicionais do trabalho de teste também indicam que podemos usar reagentes modernos e excluir o cianeto do processo, trazendo benefícios de saúde e segurança e de gerenciamento ambiental para o projeto, ao mesmo tempo em que obtemos reduções de custos operacionais e de capital.”

A área do Projeto Prieska engloba a histórica Mina de Cobre Prieska que foi operada lucrativamente pela Anglovaal como uma mina de cobre e zinco, explorando o depósito de cobre entre 1971 e 1991, processando em média três milhões de toneladas por ano para produzir 1,01 milhão de toneladas de zinco e 430.000 toneladas de cobre.

A empresa realizou duas grandes fases de perfuração no Projeto Prieska, visando a mineralização próxima da superfície, esperada para mineração a céu aberto e a meta de sulfeto profundo abaixo da mina histórica, que deve formar a pedra fundamental da estratégia de desenvolvimento da empresa.


Sobre

A Abisolo, Associação Brasileira das Indústrias de Tecnologia em Nutrição Vegetal, foi fundada em março de 2003 com o objetivo de representar e defender os interesses das empresas produtoras de importantes insumos que colaboram para o aumento da sustentabilidade e produtividade agrícola brasileira.


Av. Paulista, 726 – Ed. Palácio 5ª Avenida Cj 1307 – Bela Vista

(11) 3251.4559