Empresa reduz produção de cobre, mas aumenta de molibdênio em 2018

25 de outubro de 2018
antofagasta-copper-veteran-hernandez-retires-arriagada-named-new-ceo
A Antofagasta PLC (ANTO.LN) informou nesta quarta-feira (24/10) que a produção de cobre nos primeiros nove meses do ano caiu 4%, mas prevê um aumento na produção em 2019, à medida que as classes começam a melhorar em suas operações.

A mineradora de cobre do Chile informou que a produção de cobre no acumulado do ano caiu para 505,5 mil toneladas, de 526,5 mil toneladas nos primeiros nove meses de 2017. No terceiro trimestre, a produção de cobre aumentou 15% para 188,3 mil toneladas em comparação com o segundo trimestre de 2018.
A produção de molibdênio nos primeiros nove meses do ano cresceu 43%, para 10,3 mil toneladas, segundo a empresa.

A empresa estreitou sua orientação de produção de cobre para 2018 para um intervalo de 705.000 a 725.000 toneladas.

Apesar das preocupações causadas por disputas comerciais globais, Antofagasta disse que o mercado de cobre físico continua parecendo apertado e que as perspectivas para o próximo ano permanecem positivas. A empresa disse que espera que a produção de cobre em 2019 aumente para entre 750.000 a 790.000 toneladas.

Fonte: Market Watch (24/10/2018)


Sobre

A Abisolo, Associação Brasileira das Indústrias de Tecnologia em Nutrição Vegetal, foi fundada em março de 2003 com o objetivo de representar e defender os interesses das empresas produtoras de importantes insumos que colaboram para o aumento da sustentabilidade e produtividade agrícola brasileira.


Av. Paulista, 726 – Ed. Palácio 5ª Avenida Cj 1307 – Bela Vista

(11) 3251.4559


Categorias






2019 Abisolo- Todos os direitos reservados – Política de Privacidade