Cobre opera em alta, recuperando-se após quedas recentes

18 de outubro de 2018
Cobre615
O cobre opera em alta, recuperando-se parcialmente após quedas recentes. Além disso, investidores continuam a monitorar nesse mercado os indicadores econômicos da China nesta semana.

O cobre para três meses subia 0,4%, a US$ 6.260 a tonelada, na London Metal Exchange (LME). O cobre para dezembro avançava 0,32%, a US$ 2,7885 a libra-peso, na Comex, divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex).

Nesta semana, são divulgados dados importantes da China. Na sexta-feira, a potência asiática publica o Produto Interno Bruto (PIB) e a produção industrial, indicadores fundamentais para a trajetória do metal.

Além disso, hoje há expectativa pela divulgação da ata da última reunião de política monetária do Federal Reserve (Fed, o banco central americano), às 15h. O documento pode dar mais sinais sobre a trajetória dos juros nos EUA, mexendo com o dólar e, consequentemente, com as cotações das commodities. Nesta semana, o presidente americano, Donald Trump, voltou a criticar a elevação de juros conduzida pelo Fed, mas lembrou que a instituição é independente.

Entre outros metais básicos negociados na LME, o zinco subia 1,67%, a US$ 2.643 a tonelada, o estanho caía 0,05%, a US$ 19.190 a tonelada, o níquel avançava 0,36%, a US$ 12.580 a tonelada, e o chumbo caía 0,61%, a US$ 2.053 a tonelada.

Fonte: Isto É (17/10/2018)


Sobre

A Abisolo, Associação Brasileira das Indústrias de Tecnologia em Nutrição Vegetal, foi fundada em março de 2003 com o objetivo de representar e defender os interesses das empresas produtoras de importantes insumos que colaboram para o aumento da sustentabilidade e produtividade agrícola brasileira.


Av. Paulista, 726 – Ed. Palácio 5ª Avenida Cj 1307 – Bela Vista

(11) 3251.4559


Categorias






2019 Abisolo- Todos os direitos reservados – Política de Privacidade