Cobre opera em alta, apoiado por temores de queda na oferta

4 de outubro de 2018
inox-x-cobre-saiba-quais-vantagens-de-cada-um-e1529695401990
O cobre opera em território positivo, apoiado pela redução nos estoques monitorados pela London Metal Exchange (LME), que chegaram ao menor patamar neste ano.

O cobre para três meses subia 0,69%, a US$ 6.296,50 a tonelada, na LME. O cobre para dezembro avançava 0,20%, a US$ 2,8120 a onça-troy, na Comex, divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex).
Investidores têm gradualmente se voltado para fatores específicos do metal usado na indústria. Segundo o ING, sinais positivos do mercado à vista continuam a apoiar os preços.

O alumínio, por sua vez, avançava com mais força em Londres, apoiado pela notícia de que a Norsk Hydro anunciou planos de paralisar produção em uma fábrica de alumina no Brasil. A fábrica já operava com 50% de sua capacidade, mas o fechamento significa a perda de mais 3 milhões de toneladas na produção anual para o mercado global de alumínio.

Com o feriado na China, há volumes menores em negociação nos mercados. Investidores monitoram ainda a política na Europa e sinalizações do Federal Reserve (Fed, o banco central americano), em dia de discurso de vários dirigentes.

Entre outros metais básicos, o alumínio subia 3%, a US$ 2.174 a tonelada, o zinco caía 0,23%, a US$ 2.651,50 a tonelada, o estanho caía 0,29%, a US$ 18.930 a tonelada, o níquel cedia 0,20%, a US$ 12.510 a tonelada, e o chumbo avançava 0,56%, a US$ 2.055 a tonelada.

Fonte: Isto É (03/10/2018)


Sobre

A Abisolo, Associação Brasileira das Indústrias de Tecnologia em Nutrição Vegetal, foi fundada em março de 2003 com o objetivo de representar e defender os interesses das empresas produtoras de importantes insumos que colaboram para o aumento da sustentabilidade e produtividade agrícola brasileira.


Av. Paulista, 726 – Ed. Palácio 5ª Avenida Cj 1307 – Bela Vista

(11) 3251.4559


Categorias






2019 Abisolo- Todos os direitos reservados – Política de Privacidade