Mina Prieska pretende reabrir em 2020

29 de agosto de 2018
revestimento-zinco-03
O BFS está sendo sustentado pelo acesso existente da mina a significativa infraestrutura local e regional, com infraestrutura de minas que já inclui alimentação da rede elétrica regional, estradas de acesso de betume, acesso a um abastecimento de água a granel e tratado e uma pista de pouso de 1.900 m.

Orion disse aos delegados que participaram da conferência Africa Downunder realizada em Perth, nesta semana, que o estudo de viabilidade de 12 meses (BFS) para o projeto deve ser concluído no próximo trimestre.

O projeto Prieska funcionou uma vez durante 20 anos antes de se tornar antieconómico.

Ele tem um recurso inaugural definido sob a propriedade Orion de 1,1 milhão de toneladas de zinco contido, com 3,8% de teor, e 365 mil toneladas de cobre contido, com um teor médio de 1,2%.

Aplicações de mineração e ambientais já foram apresentadas, com foco em iniciar o trabalho de construção de minas atualizadas no segundo semestre de 2019.

Estamos montando um programa de perfuração com o objetivo de obter uma atualização na classificação de uma parte substancial do total de recursos minerais e testar as extensões atualmente abertas do depósito”, disse Smart, diretor da empresa.

Além disso, a Orion embarcou na garantia de uma pegada regional de exploração de cerca de 1.790 km².

Fonte: Mining Weekly (29/08/2018)

 


Sobre

A Abisolo, Associação Brasileira das Indústrias de Tecnologia em Nutrição Vegetal, foi fundada em março de 2003 com o objetivo de representar e defender os interesses das empresas produtoras de importantes insumos que colaboram para o aumento da sustentabilidade e produtividade agrícola brasileira.


Av. Paulista, 726 – Ed. Palácio 5ª Avenida Cj 1307 – Bela Vista

(11) 3251.4559


Categorias






2019 Abisolo- Todos os direitos reservados – Política de Privacidade