Produtores seguem com o plantio do trigo nos Campos Gerais do Paraná: área plantada deve diminuir

5 de junho de 2018
grain-3439947_640
Quem está conta com uma situação favorável, porém a estimativa é que a área plantada seja menor que a destinada ao trigo na safra passada.

Os produtores dos Campos Gerais deram início ao plantio do trigo. A estimativa do Departamento de Economia Rural (Deral) do núcleo regional da Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento (Seab) em Ponta Grossa aponta para um período de plantio até julho, mês ainda previsto no zoneamento.

Para o economista do Deral, Luís Alberto Vantroba, quem está conta com uma situação favorável, porém a estimativa é que a área plantada seja menor que a destinada ao trigo na safra passada. Deve haver uma queda entre 8% e 10% e isto devido à baixa cotação do produto no mercado agrícola.

Segundo o Vantroba, o preço reagiu levemente no último mês, no entanto acredita-se que o produtor optará por plantar para não deixar o maquinário ocioso na propriedade.

Ele acaba arriscando o plantio para não ficar parado”, observa.

Na última safra, a área plantada na região foi de 126 mil hectares. A previsão agora aponta para 116,27 mil hectares, podendo mudar a qualquer momento. A produção estimada passará de 392,11 mil toneladas para 406,94 mil toneladas, acréscimo de 12%.

Apesar da redução da área, partimos de uma produtividade esperada normal se o clima permanecer normal”, explica.

O rendimento inicial está estimado em 3.500 quilos por hectare, também maior que os 3.112 quilos por hectare obtidos na última safra regional.

Estado

O trigo no Paraná está com mais de 60% da área prevista, de 1,04 milhão de hectares,  já plantada, sendo que houve prorrogação no plantio por 20 dias por causa da seca. Segundo o engenheiro agrônomo do Deral, Carlos Hugo Godinho, as chuvas no Norte não foram suficientes para efetivar o plantio com tranquilidade.

As condições de plantio ainda não estão ideais, mas elas avançaram com a prorrogação do prazo”, disse.

Para o analista, preocupa um pouco a germinação desuniforme do trigo na região Norte.

Na região Oeste, a situação está mais tranquila, mas no Norte, não”, disse.

A germinação desuniforme pode prejudicar a produtividade lá na frente, explicou. Agora, o plantio avança para a região Sul que é a mais fria do Estado.

Por enquanto a estimativa de produção permanece em 3,3 milhões de toneladas, volume 48% acima do que foi colhido no ano passado que atingiu volume de 2,2 milhões de toneladas.

Fonte: Diário dos Campos (02/06/2018)


Sobre

A Abisolo, Associação Brasileira das Indústrias de Tecnologia em Nutrição Vegetal, foi fundada em março de 2003 com o objetivo de representar e defender os interesses das empresas produtoras de importantes insumos que colaboram para o aumento da sustentabilidade e produtividade agrícola brasileira.


Av. Paulista, 726 – Ed. Palácio 5ª Avenida Cj 1307 – Bela Vista

(11) 3251.4559


Categorias






2019 Abisolo- Todos os direitos reservados – Política de Privacidade