Zinco ficará mais caro mundialmente

24 de abril de 2018
zinco615
Previsão de aumento na demanda de Zinco no mundo pode afetar preços em 2018.

O mercado de zinco está influenciando pequenos players e irá trazer uma mudança dramática logo mais. A produção chinesa e o sucesso ou fracasso da mina de Kipushi(Congo), da Ivanhoe(Canadá), serão fatores importantes que determinam se o mercado de zinco pode ou não alcançar um superávit em 2020-2021.

Segundo o consultor Joshua Hall, o preço do zinco vem crescendo desde 2016 e logo mais irá influenciar os pequenos players devido a alta crescente dos preços. Embora o preço tenha sido corrigido durante o primeiro trimestre de 2018, estando atualmente abaixo da linha de tendência mensal esperada. Em um mercado otimista, o preço atual representa a base do preço que logo mais irá reverter até que haja uma mudança estrutural no estoque ou na commodity em particular.

O setor de zinco chines está sendo afetado por duras medidas ambientais, em 2018 a China produzirá cerca de 4,6 milhões de toneladas de zinco, o que seria um aumento em relação a produção de 2017. No entanto, se a produção chinesa estacionar ou desacelerar ainda mais devido ao esgotamento ou à repressão ambiental, o mercado pode continuar sub-utilizado mesmo em 2020.

Fonte: Seeking Alpha (19/04/2018)


Sobre

A Abisolo, Associação Brasileira das Indústrias de Tecnologia em Nutrição Vegetal, foi fundada em março de 2003 com o objetivo de representar e defender os interesses das empresas produtoras de importantes insumos que colaboram para o aumento da sustentabilidade e produtividade agrícola brasileira.


Av. Paulista, 726 – Ed. Palácio 5ª Avenida Cj 1307 – Bela Vista

(11) 3251.4559


Categorias






2019 Abisolo- Todos os direitos reservados – Política de Privacidade