Pesquisa da Embrapa usa nanotecnologia para melhor nutrição das plantas

28 de março de 2018
embrapa
Solução tecnológica que consegue unir macro e micro nutrientes em uma única aplicação foi criada pela equipe de São Carlos (SP)

Pesquisadores da Embrapa Instrumentação de São Carlos (SP) desenvolveram uma forma de melhorar a nutrição das plantas usando de nanotecnologia. Eles criaram um revestimento que permite unir macro e micronutrientes em uma única aplicação.
Os cientistas criaram uma película formada por micronutrientes (nutrientes que são exigidos em menor quantidade, mas que influenciam no crescimento e desenvolvimento da planta) que consegue se fundir aos macronutrientes (nitrogênio, fósforo e potássio, conhecidos pela sigla NPK) fazendo com que o glânulo do fertilizante ofereça todas as necessidades nutricionais da planta.
Atualmente, as aplicações de macro e micronutrientes são feitas separadamente e criar um fertilizante completo sempre foi um desafio para a pesquisa agrícola.
Esse desafio foi superado com a nanotecnologia, utilizada para elaborar uma película altamente concentrada em micronutrientes, com alta aderência para que não se desprendesse quando fosse aplicada, e que pode ser aplicada diretamente em fertilizantes NPK sem a necessidade de aditivos.
O material é aplicado pelo próprio produtor. “Ele compra o macronutriente que quiser e recebe a solução para misturar na própria propriedade”, explicou Ribeiro.
A complexidade da equação se deve, sobretudo, ao fato de o produtor ter de aplicar o fertilizante na lavoura em grande quantidade, dependendo do tamanho da plantação e ter a mesma dosagem do início até o final da aplicação.
“Esse produto garante que a mesma quantidade de micronutrientes seja a mesma no início e no final da pulverização. A solução de colocar sobre o granulo ele não varia. Porque está em forma sólida. O indivíduo, do começo da aplicação até o fim, está colocando a mesma quantidade de nutrientes”, afirmou.
Com essa formulação, o produtor elimina a aplicação usada para adubar com os micronutreientes, reduzindo o número de aplicações de fertilizantes, o que impacta diretamente nos custos da produção agrícola.

Fonte: G1(28/03/2018)


Sobre

A Abisolo, Associação Brasileira das Indústrias de Tecnologia em Nutrição Vegetal, foi fundada em março de 2003 com o objetivo de representar e defender os interesses das empresas produtoras de importantes insumos que colaboram para o aumento da sustentabilidade e produtividade agrícola brasileira.


Av. Paulista, 726 – Ed. Palácio 5ª Avenida Cj 1307 – Bela Vista

(11) 3251.4559


Categorias






2019 Abisolo- Todos os direitos reservados – Política de Privacidade