Abisolo - Associação Brasileira das Indústrias de Tecnologia em Nutrição Vegetal

No dia 10 de novembro, a Embrapa Solos (Rio de Janeiro-RJ) recebeu a visita de profissionais do Laboratório de Polímeros e Bioprocessos da UFBA e do Laboratório de Engenharia e Polimerização da UFRJ. Em pauta: a pesquisa sobre polímeros na área de fertilizantes. O consumo de fertilizantes aumenta 2% ao ano no mundo, e os polímeros, com seus sistemas de liberação lenta e controlada, podem contribuir para maior eficiência destes nutrientes.

“A rede de pesquisa em fertilizantes da Embrapa, a Rede FertBrasil, está atenta a formação de parcerias; UFBA e UFRJ são instituições estratégicas na linha de estudos em fertilizantes de eficiência aumentada”, revela o pesquisador da Embrapa Solos Paulo Cesar Teixeira. “Em polímeros, vamos buscar sua separação e caracterização em dejetos suínos, dentro da linha dos fertilizantes organominerais.” Por sinal, estes dejetos são um problema ambiental que cresce, já que a indústria da carne de porco se expande do Sul para o Centro-Oeste.

UFBA e UFRJ possuem a instrumentação adequada na linha inicial do desenvolvimento, enquanto a Embrapa conta com o saber agronômico. “Podemos analisar o desenvolvimento de fertilizantes desde o início até a avaliação agronômica, no campo”, conta Teixeira sobre o trabalho conjunto. Vale lembrar que os parceiros já contam com alguns polímeros que ainda não foram testados agronomicamente, tendo apenas passado por testes de bancada.

Em Rio Verde (GO), a UFBA, em parceria com a universidade local, desenvolve estudo sobre o aproveitamento de parte de resíduos da cama de frango para separação, especialmente resíduos que ficam em peneiras, de elaboração de polímeros que poderiam ser usados até mesmo durante o processo de granulação. “Também buscamos uma melhoria nos processos de granulação – já que 95% do fertilizante utilizado no Brasil é granulado - e até mesmo no processo de eficiência”, conclui Paulo César.  

 

Fonte: Grupo Cultivar (16/11/2017)

 

Abisolo - Associação Brasileira das Indústrias de Tecnologia em Nutrição Vegetal



Parceiro:

Abisolo - Associação Brasileira das Indústrias de Tecnologia em Nutrição Vegetal


Informações Agronômicas:

Abisolo - Associação Brasileira das Indústrias de Tecnologia em Nutrição Vegetal

Abisolo - Associação Brasileira das Indústrias de Tecnologia em Nutrição Vegetal

Todos os direitos reservados Abisolo © 2017