Abisolo - Associação Brasileira das Indústrias de Tecnologia em Nutrição Vegetal

O governo do Estado, através da Secretaria de Desenvolvimento da Indústria, do Comércio e dos Serviços Sustentáveis (Sedens), está desenvolvendo no espaço do Frigorífico Três Irmãos, uma experiência assistida pela Universidade Federal do Acre (Ufac) e o Instituto Federal do Acre (Ifac), para afirmar com base técnica que o descarte do biogás, o biofertilizante, é autossuficiente para alimentar toda e qualquer planta.

Rosendo Alves Magalhães, construtor do biodigestor, destacou a importância da garantia dessas instituições, Ufac e Ifac, para essa comprovação.

“Estamos desenvolvendo essa experiência assistidos pelas instituições Ufac e o Ifac, para afirmar que o descarte do biodigestor, a água que sobra, possa aumentar a nossa produção. Essas instituições é que vão garantir que não precisamos de adubação química, só orgânica” destacou Rosendo.

Manoel Paiva dos Santos (Nascimento), proprietário do Frigorífico Três Irmãos, falou de sua satisfação com o biodigestor e da importância dessa nova experiência para aumentar seus negócios.

“Comprovamos que o biodigestor funciona e pretendo construir um maior. Nesse novo projeto pretendemos produzir milho, já que nossa deficiência é grande. Como temos o adubo da farinha de osso, vamos preparar a terra e plantar o milho para ver qual vai ser a produção”, disse Nascimento.

O professor-doutor Luís Farinatti, da Ufac, explicou que o biofertilizante será testado numa área de pastagem já implantada para ver a recuperação dessa pastagem e manutenção dos pastos para o gado, e uma área de plantio de milho, para silagem com introdução conjunta de pastagens.

“Vai ser utilizado o biofertilizante, gerado pelo biodigestor, a farinha de osso, produto descartado pelo frigorífico, os dois combinados e uma relação testemunha que nos vai dar a validade desses produtos, qual a relação deles com o ambiente. Essa relação vai ser o resultado em produção”, explicou o professor.

Sibá Machado, gestor da Sedens, afirma que esse projeto tem o objetivo de verificar a capacidade do biofertilizante para o enriquecimento do solo e o aumento da produção.

“Essa experiência está sendo realizada na propriedade do Nascimento, a partir dos resultados aqui obtidos queremos levar para toda a zona rural do Estado do Acre”, afirmou o secretário.

 

Fonte: Notícias do Acre (03/10/2017)

Abisolo - Associação Brasileira das Indústrias de Tecnologia em Nutrição Vegetal



Parceiro:

Abisolo - Associação Brasileira das Indústrias de Tecnologia em Nutrição Vegetal


Informações Agronômicas:

Abisolo - Associação Brasileira das Indústrias de Tecnologia em Nutrição Vegetal

Abisolo - Associação Brasileira das Indústrias de Tecnologia em Nutrição Vegetal

Todos os direitos reservados Abisolo © 2017