Abisolo - Associação Brasileira das Indústrias de Tecnologia em Nutrição Vegetal

Os futuros de cobre operam em baixa em Londres e Nova York, com a forte queda recente nos preços do minério de ferro prejudicando a demanda por metais básicos.

Nas últimas semanas, o principal contrato de minério de ferro negociado na bolsa de commodities de Dalian, na China, acumula perdas de mais de 20% em relação ao pico que atingiu em agosto, o que significa que entrou em “território baixista”.

Por volta das 7h15 (de Brasília), o cobre para três meses negociado na London Metal Exchange (LME) caía 0,29%, a US$ 6.458,00 por tonelada.

Na Comex, a divisão de metais da bolsa mercantil de Nova York (Nymex), o cobre para entrega em dezembro recuava 0,22%, a US$ 2,9380 por libra-peso, 7h45 (de Brasília).

Já o índice DXY do dólar ganha força nos negócios da manhã, desencorajando investidores que utilizam outras moedas a comprar futuros de cobre e de outros metais.

Entre outros metais na LME, as perdas eram quase generalizadas: o alumínio caía 0,95% no horário indicado acima, a US$ 2.193,00 por tonelada; o estanho cedia 0,12%, a US$ 20.570,00 por tonelada; o níquel tinha perda de 1,27%, a US$ 10.500,00 por tonelada; e o chumbo diminuía 0,10%, a US$ 2.486,00 por tonelada. Única exceção no mercado inglês, o zinco subia 0,77%, a US$ 3.084,50 por tonelada.

 

Fonte: Isto É (25/09/2017)

 

Abisolo - Associação Brasileira das Indústrias de Tecnologia em Nutrição Vegetal



Parceiro:

Abisolo - Associação Brasileira das Indústrias de Tecnologia em Nutrição Vegetal


Informações Agronômicas:

Abisolo - Associação Brasileira das Indústrias de Tecnologia em Nutrição Vegetal

Abisolo - Associação Brasileira das Indústrias de Tecnologia em Nutrição Vegetal

Todos os direitos reservados Abisolo © 2017