Abisolo - Associação Brasileira das Indústrias de Tecnologia em Nutrição Vegetal

O cobre opera em queda nesta terça-feira, com realização de lucros após altas recentes. Além disso, o dólar mais forte reduz o apetite pelo metal.

Às 9h30 (de Brasília), o cobre para três meses recuava 0,41%, a US$ 1.276,79 a tonelada, na London Metal Exchange (LME). Às 9h56, o cobre para dezembro tinha baixa de 1,06%, a US$ 3,1240 a onça-troy, na Comex, divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex).

A força do petróleo apoiou o cobre na segunda-feira, já que as duas commodities são muitas vezes negociadas na mesma cesta, com maior peso para o primeiro item. Nesta manhã, há uma correção tanto no petróleo quanto no cobre, ao menos por ora.

O diretor de pesquisas em metais do Société Générale, Robin Bhar, disse que a queda de hoje é fruto da perda de fôlego, após o movimento forte dos últimos dias no cobre. “Agora vemos certa realização de lucros”, resumiu.

Além disso, o dólar mais forte torna as commodities denominadas nessa moeda mais caras para os detentores de outras divisas. Isso reduz a demanda entre esses investidores.

Há, ainda, preocupações menores com a produção na América do Sul. A mineradora MMG informou que a mina de cobre Las Bambas deve atingir sua meta de produção para todo este ano, de entre 420 mil e 460 mil toneladas, segundo o ING.

Entre outros metais básicos negociados na LME, o zinco recuava 0,93%, a US$ 3.205,50 a tonelada, o alumínio recuava 0,71%, a US$ 2.153,50 a tonelada, o estanho recuava 0,05%, a US$ 19.430 a tonelada, o níquel caía 1,43%, a US$ 12.765 a tonelada, e o chumbo caía 0,9%, a US$ 2.483,50 a tonelada.

 

Fonte: Isto É (07/11/2017)

Abisolo - Associação Brasileira das Indústrias de Tecnologia em Nutrição Vegetal



Parceiro:

Abisolo - Associação Brasileira das Indústrias de Tecnologia em Nutrição Vegetal


Informações Agronômicas:

Abisolo - Associação Brasileira das Indústrias de Tecnologia em Nutrição Vegetal

Abisolo - Associação Brasileira das Indústrias de Tecnologia em Nutrição Vegetal

Todos os direitos reservados Abisolo © 2017