Abisolo - Associação Brasileira das Indústrias de Tecnologia em Nutrição Vegetal

De restos de cerâmica, cinzas, resíduos da produção de papel reciclado e refeições de carne, pesquisadores da Escola Superior de Politécnica de Linares conseguem criar um novo material com propriedades fertilizantes para culturas. A patente consiste em um produto com maior capacidade de isolamento e retenção de água do que os usados ​​atualmente, além do qual o processamento dos restos é feito de forma sustentável e a um custo menor.

Carmen Martínez García e Teresa Cotes Palomino, do grupo de Engenharia de Materiais e Minas da Universidade de Jaén, patenteam um material criado a partir de resíduos para uso em floricultura e horticultura como suporte e fertilizante. O produto final é uma argila expandida com melhor capacidade de isolamento, mais leve e que fornece nutrientes e proteção às culturas de forma natural. Além disso, a sua aplicação pode ser utilizada em culturas, telhados verdes e no fabrico de agregados leves, compostos utilizados no fabrico de argamassas e betumes menos pesados. Apresentam, portanto, uma alternativa no uso desses materiais atualmente considerados residuais e para o desenvolvimento de um novo substrato que melhora as características dos utilizados até agora.

As vantagens ambientais são enormes, porque o composto é criado através da reciclagem de resíduos que constitui um problema ambiental devido à sua toxicidade. "O material resultante é mais leve e oferece um melhor isolamento térmico, o que permite seu uso em edifícios e jardins. Também melhora o crescimento da vegetação, pois tem maior capacidade de retenção de água e contribui com elementos fertilizantes para a planta quando é submetido a ciclos de irrigação ", indicam à Fundação Discover the Inventors Teresa Cotes e Carmen Martínez da Universidade de Jaén.

Atualmente, existem produtos no mercado feitos a partir deste tipo de argilas que protegem as plantas contra mudanças bruscas de temperatura, mas nenhuma delas possui uma função fertilizante. "Com a chegada do inverno, a parte aérea das plantas é protegida, mas o importante é proteger as raízes, que são mais sensíveis. Confirmamos que nosso material protege-os de forma mais efetiva, ao mesmo tempo em que fornece nutrientes, o que permite uma maior subsistência da vegetação ", determinam os especialistas.

 

Fonte: Jaén (07/12/2017)

Abisolo - Associação Brasileira das Indústrias de Tecnologia em Nutrição Vegetal



Parceiro:

Abisolo - Associação Brasileira das Indústrias de Tecnologia em Nutrição Vegetal


Informações Agronômicas:

Abisolo - Associação Brasileira das Indústrias de Tecnologia em Nutrição Vegetal

Abisolo - Associação Brasileira das Indústrias de Tecnologia em Nutrição Vegetal

Todos os direitos reservados Abisolo © 2018