Demanda por fertilizantes no Brasil deve crescer 3,2% ao ano

31 de janeiro de 2019
812-el-uso-de-fertilizantes-sobrepasara-los-200-millones-de-toneladas1-e1524670774380
Segundo um estudo realizado pela empresa de pesquisa Freedonia Group, a demanda por fertilizantes no Brasil deve crescer 3,2% ao ano e alcançar 18,6 milhões de toneladas em 2022. Essa alta deve ser uma das maiores do mundo, refletindo aumentos na produção agrícola e na aplicação de fertilizantes por hectare, diz o estudo.

A demanda por fertilizantes no Brasil deve crescer 3,2% ao ano e alcançar 18,6 milhões de toneladas em 2022, de acordo com um novo estudo da empresa de pesquisa Freedonia Group. Essa alta deve ser uma das maiores do mundo, refletindo aumentos na produção agrícola e na aplicação de fertilizantes por hectare, diz o estudo.

Segundo a Freedonia, o Brasil está ampliando o uso de terras que não vinham sendo cultivadas. Porém, essas terras tendem a ser pobres em nutrientes, exigindo quantidades maiores de fertilizantes. A soja vai ser a principal responsável pelo aumento da demanda por fertilizantes no Brasil, diz o estudo. Isso deve permitir que o uso de fertilizantes fosfatados e de potássio cresça acima da média até 2022. Para a empresa de pesquisa, a demanda global por fertilizantes vai crescer 1,4% ao ano até 2022, atingindo, 212,1 milhões de toneladas. Esses ganhos devem ser motivados por esforços para aumentar a produtividade das lavouras, à medida que o aumento da área cultivada se desacelera, diz a Freedonia.

Fonte: Globo Rural (29/01/2019).


Sobre

A Abisolo, Associação Brasileira das Indústrias de Tecnologia em Nutrição Vegetal, foi fundada em março de 2003 com o objetivo de representar e defender os interesses das empresas produtoras de importantes insumos que colaboram para o aumento da sustentabilidade e produtividade agrícola brasileira.


Av. Paulista, 726 – Ed. Palácio 5ª Avenida Cj 1307 – Bela Vista

(11) 3251.4559