Superior Lake estuda reinicio de projeto para produção de Zinco

10 de outubro de 2018
McArthur-River (1)
A Superior Lake, realizará um estudo de viabilidade definitivo sobre o projeto homônimo, que será concluído em meados de 2019, após o estudo de reinício ter demonstrado que o projeto, no Canadá, foi positivo.

O estudo estimou que seriam necessários cerca de US$ 75 milhões para reiniciar a operação, com uma produção estimada em 1.000 t/d para produzir 88 mil t/ano de concentrado de zinco e durante a vida útil da mina seis anos e meio.

O estudo de reinício demonstra claramente que o projeto do Lago Superior é um dos principais ativos de desenvolvimento de zinco do mundo atualmente”, disse o CEO David Woodall.

As principais características do estudo foram os custos operacionais estimados excepcionalmente baixos, que são impulsionados pelo minério de alta qualidade, bem como os baixos custos iniciais estimados de capital.”

Woodall disse que, embora o recurso existente no Superior Lake fornecesse uma excelente plataforma para a empresa se juntar às fileiras de produtores de zinco nos próximos anos, a empresa acreditava que o potencial de exploração, não testado por mais de 20 anos, tinha um valor significativo.

Futuras explorações serão conduzidas no projeto de metais básicos, enquanto os provedores de serviços serão selecionados para conduzir o estudo de viabilidade definitivo. A empresa também iniciará o processo de licenciamento para o projeto Superior Lake.

Fonte: Mining Weekly (10/10/2018)


Sobre

A Abisolo, Associação Brasileira das Indústrias de Tecnologia em Nutrição Vegetal, foi fundada em março de 2003 com o objetivo de representar e defender os interesses das empresas produtoras de importantes insumos que colaboram para o aumento da sustentabilidade e produtividade agrícola brasileira.


Av. Paulista, 726 – Ed. Palácio 5ª Avenida Cj 1307 – Bela Vista

(11) 3251.4559